ESTILO DE VIDA DE CONSUMIDORES DE HORTALIÇAS ORGÂNICAS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE VALS-2 E AIO

Andre Felipe Queiroz, Dario Oliveira Lima-Filho, Caroline Spanhol Finocchio

Resumo


O mercado de produtos orgânicos vem apresentando crescimento, fazendo com que as empresas busquem métodos, como o Values and Life Style (VALS-2) e o Atitudes, Interesses e Opiniões (AIO), para segmentar os consumidores. Nesse sentido, o objetivo deste estudo é efetuar um comparativo entre as abordagens VALS-2 e AIO na verificação do estilo de vida dos consumidores de produtos orgânicos. De maneira específica, objetivou-se: a) adequar a metodologia original VALS 2 e AIO ao objeto proposto; b) realizar uma análise fatorial, com o intuito de identificar os principais fatores que expliquem o estilo de vida dos consumidores, e c) analisar a aplicabilidade e a adequabilidade dos dois modelos. Foram entrevistadas 400 pessoas em Birigui/SP, sendo que 200 pessoas responderam o questionário baseado no VALS-2 e outras 200 responderam o questionário baseado no modelo AIO. Os resultados revelaram que o modelo baseado no VALS-2 se apresentou mais adequado em relação aos quesitos aplicabilidade, adequabilidade e resultados, considerando a coleta de dados nesta amostra específica.


Texto completo:

PDF

Referências


ARCHANJO, L. R.; BRITO, K.; SAUERBECK, S. Alimentos Orgânicos em Curitiba: consumo e significado. Cadernos de Debate, v. 8, n. 1, p. 1-6, 2001.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE PESQUISA – ABEP. Critério de classificação econômica Brasil 2016. 2017. Disponível em: . Acesso em: 11 out. 2017.

BLACKWELL, R.D.; MINIARD, P.W.; ENGEL, J.F. Comportamento do consumidor. 9. ed. São Paulo: Cengage, 2011.

------ . Comportamento do consumidor. 8 ed. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos. ed. S.A., 2000.

BRASIL. Ministério da Agricultura. Orgânicos. 2017. Disponível em: < http://www.agricultura.gov.br/assuntos/sustentabilidade/organicos>. Acesso em: 11 out. 2017.

CASTRO, G. C.; SILVA, H. H.; NUNES, J. G.; PINHEIRO, R. M. Comportamento do consumidor e pesquisa de mercado. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2008.

CAMPOMAR, M. C.; GIL, C. Analisando VALS como Instrumento de Segmentação. Anais do IX SEMEAD, 2006.

COSENTINO, T. D. et al. Organic Producers Perspectives on California State Mandated Marketing Programs and Implications for a Federal Organic Promotion Order. International Food and Agribusiness Management Review, v. 18, n. 4, 2015.

DEMBY, E. H. Psychographics revisited: the birth of a technique. Journal of Marketing Research, Chicago, ILL: The Association, v. 6, n. 2, p. 26-29, Spring, 1994.

EHLERS, E. Agricultura Sustentável: origens e perspectivas de um novo paradigma. São Paulo: Livros da Terra, 1996.

FOXALL, G. R. B., Emotion, and contingency in the explanation of consumer behaviour. International Review of Industrial and Organizational Psychology, 2011, Volume 26, p. 47-91, 2011.

GONÇALVES FILHO, C. et al. Estilos de vida e valores de consumidores: um estudo de grupos psicográficos no mercado automotivo de Belo Horizonte. Revista Alcance, v. 20, n. 1, p. 006-021, 2013.

HAIR, J. F.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W. C. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2005.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Cidades: Birigui. Disponível em: . Acesso em: 11 dez. 2017.

KAHLE, L; BEATTY, S.E.; HOMER, P. Alternative Measurement Approaches to Consumer Values: The List of Values (LOV) and Values and Life Style (VALS). Journal of Consumer Research, v. 13, 1986.

KESIC, T.; PIRI-RAJH, S. Marketing segmentation on the basis of food-reated lifestyles of Croatian families. Bristish Food Journal, v. 105, n. 3, 2003.

LIMA-FILHO, D. O.; RAVELLI, W. M.; MORAES, D. O. Estilo de vida dos consumidores de alimentos orgânicos em Campo Grande - MS: Uma segmentação psicográfica com aplicação do modelo VALS-2. REA-Revista Eletrônica de Administração, v. 12, n. 2, p. 142-156, 2013.

LOMBARDI, M. S.; MOORI, R. G.; SATO, G. S. Um estudo exploratório dos fatores relevantes na decisão de compra de produtos orgânicos. Revista de Administração Mackenzie, Ano 5, n. 1, p. 13 – 34, 2004.

LOPES, E. L.; MARIN, E. R.; PIZZINATTO, N. K. Segmentação psicográfica de consumidores de produtos de marca própria: Uma aplicação da escala VALS no varejo paulistano. XI Semead - Seminários em Administração FEA/USP, 2008.

MELO, A. M. S. V.; DE PAIVA, A. S.; CEREDA, M. P. Analise do perfil dos consumidores de produtos orgânicos de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Cadernos de Agroecologia, v. 9, n. 4, 2015.

MINGOTI, S. A. Análise de dados através de métodos de estatística multivariada: uma abordagem aplicada. Editora UFMG, 2005.

MORAES, M. L.; GUILHERME, D. O.; FERNADES, F. M.B.; CASAGRANDE, V. M. G.; MOWER, J. C.; MINOR, M. S. Comportamento do Consumidor. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

NOBRE, E. B. Elaboração e validação de questionário para descrever o estilo de vida de mães de pré-escolares. 2012. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

NOVAK, T.P.; MACEVOY, B. On Comparing Alternative Segmentation Schemes: The list of values (LOV) and values and life styles (VALS). Journal of Consumer Research, vol. 17, 1990.

ROMEIRO, M. C. Um estudo sobre o comportamento do consumidor ambientalmente favorável: uma verificação na Região do ABC Paulista. São Paulo, v. 358, 2006.

SCHIFFMAN, L. G.; KANUK, L. L. Comportamento do consumidor, Rio de Janeiro: ed. 6. LTC, 2000.

SOLOMON, M. R. Comportamento do consumidor: comprando, possuindo e sendo, 5ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.

SRI – SBI Business Consulting Intelligence (SRIC-BI).VALS 2. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2017.

------ . The VALS Segments. Disponível em: Acesso em: 15 nov. 2017.

STEVENSON, W. J. Estatística aplicada à administração. Tradução de Alfredo Alves de Farias. São Paulo: Harbra, 1981.

THOMPSON, C.J.; TROESTER, M. Consumer value systems in the age of postmodern fragmentation: the case of the natural health microculture. Journal of Consumer Research, vol. 28, 2002.

WELLS, W. D.; TIGERT, D. J.; Activities, Interests and Opinions. Journal of Advertising Research, v. 11, n. 4, p. 27-35, 1971.

ZAMBERLAN, L.; BÜTTENBENDER, P. L.; SPAREMBERGER, A. O comportamento do consumidor de produtos orgânicos e seus impactos nas estratégias de marketing. Encontro anual da ANPAD, v. 30, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O Caderno Profissional de Marketing Unimep (CPMark), Qualis B3, ISSN 2317-6466, está presente nos seguintes indexadores: 

 

 

 

 

Flag Counter