PERCEPÇÃO DO CONSUMIDOR EM RELAÇÃO ÀS ESTRATÉGIAS DE PROMOÇÃO NO FACEBOOK

José Felipe Seroa da Motta Jordão, Renata Céli Moreira da Silva Paula, Fábio Francisco de Araujo

Resumo


Neste artigo, realiza-se um estudo sobre a percepção do consumidor em relação às propagandas veiculadas no Facebook, buscando entender a reação do consumidor, bem como se elas agregam valor à marca. Para alcançar esse objetivo, foram realizadas entrevistas em profundidade com consumidores, usuários do Facebook, visando investigar a percepção destes em relação às propagandas realizadas no Facebook. A análise dos resultados baseia-se nas entrevistas e em documentos consultados, como artigos, livros e sites de internet, focando em pontos-chave como o funcionamento das redes sociais e as propagandas feitas no Facebook. Ao fim desta análise, são apresentadas a conclusão e as sugestões para futuros estudos.


Texto completo:

PDF

Referências


AAKER, D.A.; KUMAR, V.; DAY, G.S. Pesquisa de Marketing. São Paulo: Atlas, 2001.

ABREU, M., BALDANZA, R. Comunidades Virtuais como Ambiente Potencializador de Estratégias Mercadológicas: Locus de Informações e Troca de Experiências Vivenciadas. In: ENANPAD, XXXI, 2007. Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: Anpad, 2007.

ARAUJO, F.F., CHAUVEL, M.A. Marketing de Cinema Francês no Brasil: Um estudo exploratório sobre as estratégias de promoção para o lançamento de filmes no mercado brasileiro. Revista FACEF Pesquisa – Desenvolvimento e Gestão, v. 15, n. 3, 2012.

BORGES JÚNIOR, O.; BAPTISTA, P. P.; MAFFEZZOLLI, E. C. F. Clientes mais participativos nas comunidades virtuais de marca são mais leais? In: Encontro de Marketing da ANPAD, V, 2012. Curitiba. Anais eletrônicos... Curitiba: Anpad, 2012.

BRAKUS, J. J; SCHMITT, B. H; ZARANTONELLO, L. Brand experience: What is it? How is it measured? Does it affect loyalty? Journal of Marketing, v. 73, p. 52-68, 2009.

CANCLINI, N.G. A Globalização Imaginada. São Paulo: Editora Iluminuras, 2003.

CASTELLS, M. A sociedade em Rede. A era da informação: economia, sociedade e cultura. Volume 1. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CHURCHILL, G. A.; PETER, J. A. Marketing: Criando Valor para os Clientes. São Paulo: Saraiva, 2007.

CLAUDIO, A. R. S.; PEDRON, C. D.; GONÇALVES, P. A. O Novo Desafio da Gestão de Reclamações: as Redes Sociais. In: ENANPAD, XXXVIII, 2014. Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: Anpad, 2014.

CLAYWELL, C. R. Advertising on Social Networking Sites. Disponível em: http://socialnetworking.lovetoknow.com/ Advertising_on_Social_Networking_Sites. Acesso em 28 abr. 2017.

COOKE, M.; BUCKLEY, N. Web 2.0, social networks and the future of market research. International Journal of Market Research, 2008.

ELLISON, N.B.; STEINFIELD, C.; LAMPE, C. The Benefits of Facebook Friends: Social Capital and College Student’s Use of online Social Network Sites. Journal of Computer-Mediated Communication, 2007.

FACEBOOK INC. Disponível em http://www.facebook.com. Acessado em 22/08/2012.

GASKELL, G. Pesquisa Qualitativa com texto imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes, 2002.

GRUBBS HOY, M. ; MILNE, G. Gender differences in privacy-related measures for young adult Facebook users. Journal of Interactive Advertising, 2010. Disponível em: http://web.ebscohost.com/ehost/pdfviewer/pdfviewer? hid=17&sid=59465d5f-c74d-44f6-9d73-8f19c25b8162%40sessionmgr10&vid=5. Acessado em 21 maio 2012.

GUIDO, G; CAPESTRO, M; PELUSO, A. M. Experiential analysis of consumer stimulation and motivational states in shopping experiences. International Journal of Market Research, v. 49, n.3, 2007.

IBOPE. Anatomia Social: estudo faz analogia do corpo humano com as mídias sociais, 2012. Disponível em: http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/Paginas/Anatomia-Social-estudo-faz-analogia-do-corpo-humano-com-as-midias-sociais.aspx. Acessado em 11 set. 2012.

JEPSEN, A. L. Information Search in Virtual Communities: Is it Replacing Use of Off-Line Communication? Journal of Marketing Communications, v. 12, n. 4, p. 247-261, 2006.

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Introdução ao Marketing. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2000.

KOTLER, P.; ARMSTRONG, G. Princípios de Marketing. São Paulo: Prentice Hall, 2003.

LAS CASAS, A. L. Marketing: conceitos, exercícios, casos. São Paulo: Atlas, 2001.

LEVITT, T. A Imaginação de Marketing. Tradução de Auriphebo Berrance Simões. 2. ed. São Paulo: Atlas, 1990.

LÉVY, P. L’intelligence collective: pour une anthropologie du cyberspace. Paris: Libraire Les Éditions La Découverte, 1997.

MATTAR, F.N. Pesquisa de Marketing: metodologia e planejamento.São Paulo: Atlas,1997.

MULHERN, M. Integrated marketing communications: From media channels to digital connectivity. Journal of Marketing Communications, v. 15, 2009.

NAKATA, L. E.; ARANTES, P. P. M.; FERNANDES, K. S. S. A. S. As Redes Sociais na Internet e Sua Influência em uma Organização sem Fins Lucrativos. In: ENANPAD, XXXIX, 2015. Belo Horizonte. Anais eletrônicos... Belo Horizonte: Anpad, 2015.

NICOLACI-DA-COSTA, A. M.; ROMÃO-DIAS, D.; LUCCIO, Flavia Di. O Uso de Entrevistas On-Line no Método de Explicitação do Discurso Subjacente (MEDS). Psicologia. Reflexão e Crítica, v. 22, p. 36-43, 2009.

PORTER, L.; GOLAN, G. J. From Subservient Chickens to Brawny Men: a Comparison of Viral Advertising to Television Advertising. Journal of Interactive Advertising, v. 6, n. 2, 2006.

ROCHA, T.V.; JANSEN, C.; LOTFI, E., FRAGA, R.R. O uso das redes sociais na construção do relacionamento com clientes: um estudo de caso múltiplo no Brasil. In: ENANPAD, XXXV, 2011. Rio de Janeiro. Anais eletrônicos... Rio de Janeiro: Anpad, 2011.

SECOM – SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. Pesquisa Brasileira de Mídia 2015. Disponível em: http://www.secom.gov.br/atuacao/pesquisa/lista-de-pesquisas-quantitativas-e-qualitativas-de-contratos-atuais/pesquisa-brasileira-de-midia-pbm-2015.pdf. Acesso em 09 mar. 2017.

SHIMP, T. Propaganda e Promoção: Aspectos complementares da comunicação integrada de marketing. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2002.

SILVEIRA, R., MATTOS, L. Este é Engraçado! Você Ainda Não Viu? Análise do Efeito do Marketing Viral no Youtube. In: ENANPAD, XXXIII, 2009. São Paulo. Anais eletrônicos... São Paulo: Anpad, 2009.

SISSORS, J. Z.; BUMBA, L. Planejamento de Mídia: aferições, estratégias e avaliações. São Paulo: Nobel, 2001.

TOMAS, R. N.; MESCHGRAHW, R. P.; ALCANTARA, R. L. C. As redes sociais e o comportamento de compra do consumidor: O reinado do “boca-a-boca” está de volta? Revista Brasileira de Marketing, v. 11, n. 2, p. 124-151, 2012.

VAKALOULIS, M. Le Capitalisme Post-Moderne. Élements pour une critique sociologique. Paris: Presses Universitaires de France, 2001.

VAN DEN BULTE, C., WUYTS, S. Social Networks and Marketing. Massachusetts: Marketing Science Institute, 2007.

ZUCCO, F. D. ; THEISS, T. ; RISCAROLLI, V. ; LENZI, F. C. ; FALASTER, C. D. Compartilhamento de Experiências de Eventos Turísticos nas Redes Sociais Virtuais. In: ENANPAD, XL, 2016. Costa do Sauípe. Anais eletrônicos... Costa do Sauípe: Anpad, 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O Caderno Profissional de Marketing Unimep (CPMark), Qualis B3, ISSN 2317-6466, está presente nos seguintes indexadores: 

 

 

 

 

Flag Counter